terça-feira, 14 de novembro de 2017

Participação do Pet na Semana de Letras da UFRN


Os alunos do Pet Literatura no Rio Grande do Norte do curso de letras da Unp, participaram da IV semana de letras da UFRN, ‘’as entrelinhas do silêncio’’, que ocorreu no prédio Ágora de 7 a 9 de novembro de 2017. Na tarde de abertura do evento, o grupo de teatro do PET apresentou a performance ‘’Nossa fala estilhaça a máscara do silêncio’’ com poesias de Conceição Evaristo, dirigidas pela aluna do PET Graciela Sousa. A peça retratou reflexões acerca das questões de raça e de gênero com o objetivo de mostrar a desigualdade velada em nossa sociedade, recuperando um passado de sofrimento da população afro-brasileira.
A mesa de abertura teve início ás 18h com o Prof. Dr.  Marcos Tindo(UFRN), Prof. Dra. Maria das graças Soares Rodrigues (UFRN), Prof Dra. Sulemi Fabiano Campos (UFRN) e a Prof. Kátia Aily Franco de Camargo (UFRN). Ás 19h teve início a mesa redonda com a Profª Conceição Flores, Profª Ana Santana e Profª Rosanne Araújo que debateram sobre o discurso e a autoria de grupos que foram escondidos na história da literatura.
No segundo dia do evento, entre palestras e apresentações culturais, ocorreram as apresentações de trabalho dos alunos, tendo a participação ativa dos bolsistas do PET, com as seguintes comunicações orais:

Hilda Hilst: Versos Sagradas e Profanos (Layse Delfino e Juliana Lima)

Podcast: Aplicações cognitivas para a sala de aula (Thiago Oliveira)

Maria e o retrato de um problema secular: O preconceito racial no conto de Conceição Evaristo (Micaella Karenina e Afonso Barroso)

Uma voz subversiva em uma família silenciada: A educação feminina sob a ótica de Diva Cunha ( Lucas José e Sarah Josuá) 

Uma leitura do corpo violado em '' Da Menina, a Pipa'' de Conceição Evaristo'' ( Karyna Fernandes) 


No último dia do evento, dentre as oficinas e minicursos, ocorreu às 18h a mesa redonda com abordagens sociolinguísticas ministradas pelo Prof. Dr. Marcos Antônio Costa (UFRN), às 20h houve a palestra com o Prof. Dr. Eduardo Calil (UFAL).
Texto: Kenzo Jobim

sábado, 4 de novembro de 2017

Aconteceu o Encontro com João Batista Morais


Aconteceu, no dia 31 de outubro, o Encontro com o poeta João Batista de Morais Neto. Na ocasião, os alunos da Escola de Educação da UnP - Unidade Floriano Peixoto e o poeta Oreny Júnior (que acompanhava o convidado) tiveram a oportunidade de conhecer mais sobre a vida do autor, expoente da geração mimeógrafo em Natal - ramificação literária da geração alternativa de 78, quando aconteceu o Festival do Forte - marco zero da contracultura potiguar; que também é professor do IFRN - Campus Natal Central. Esses e outros assuntos foram abordados durante a entrevista, que será digitada e em breve estará disponível aqui e em nossa página no Facebook (https://www.facebook.com/PetLetrasUnP/). Aguardem!

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Participação do PET no III MILBA (UFRPE)

Os alunos do Programa de Educação Tutorial (PET) de Literatura Potiguar participaram no último sábado (28/10) do III Seminário MILBA - Historiografia, Crítica e Escrevivências nas Literaturas de Autoria Feminina, realizado pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). As homenageadas desde ano foram as autoras Conceição Evaristo e Constância Lima Duarte. No evento, foi anunciado que a Professora Conceição Flores será uma das homenageadas do MILBA 2018.

O evento foi inteiramente voltado à literatura de autoria feminina. Entre oficinas, apresentações de trabalhos, apresentações culturais e palestras, os bolsistas do programa de extensão participaram ativamente com as seguintes Comunicações Orais no eixo Literatura, Teoria e Crítica Literárias:
  • Ayoluwa: uma releitura do mito bíblico de Cristo (Afonso Barroso)
  • A mulher como força motriz na poesia de Conceição Evaristo (Laís Guimarães)
  • A poética de Paula Tavares e a voz feminina do Cântico dos Cânticos: um estudo comparativo (Lanuk Nagibson)
  • A rebeldia feminina na poesia de Diva Cunha (Graciela Marques)
  • A velhice e o feminino em "A Serenata" de Adélia Prado (Sarah Josuá)
  • As vozes periféricas na poesia de Maria Alexandre Dáskalos (Thiago Oliveira)
  • Diva Cunha: representações femininas nos poemas "Espere-me às 5 e Fazei de mim" (Dennis Santiago)
  • Hilda Hilst: o sagrado transgredido em poemas malditos, gozosos e devotos (Layse Delfino)
  • Inquietações de Ana: uma análise do conto "Amor", de Clarice Lispector (Lucas José)
  • Quarto de despejo e o papel humanizador da literatura (Kenzo Jobim)
Todos os trabalhos foram orientados pela professora tutora e orientadora Conceição Flores.

Além disso, o grupo apresentou a performance poética “A Nossa Fala Estilhaça a Máscara do Silêncio”, com roteiro de Graciela Marques Sousa, baseada nos poemas de Conceição Evaristo sobre as mulheres negras: "Vozes-mulheres", "A Noite que Não Adormece nos Olhos das Mulheres", "Fêmea-Fênix" e "Da menina, a pipa". A performance foi assistida por um vasto público e pela escritora que assistiu, comovida, a apresentação dos alunos e os encorajou a continuar vivendo a literatura e se sensibilizar com a luta das minorias.

Conceição Evaristo é poetisa, ficcionista e ensaísta. Doutora em Literatura Comparada pela Universidade Federal Fluminense, é uma das vozes mais significativas do atual cenário literário brasileiro. 



Profª Conceição Flores, os alunos do PET e a escritora Conceição Evaristo

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Encontro com Escritores: João Batista de Morais Neto


O PET Literatura no Rio Grande do Norte, do curso de Letras da UnP, realiza no dia 31 de outubro um encontro com o escritor João Batista de Morais Neto. O evento acontecerá no Auditório D2 da Unidade Floriano Peixoto, a partir das 17h. Todos estão convidados a participar.

Sobre o autor:

João Batista de Morais Neto, ou João da Rua (pseudônimo que adotou durante algum tempo), integrou a geração alternativa de Natal; estreou na literatura, em 1980, com Livro de bolso, espécie de cartão-postal da poesia da geração mimeógrafo, onde estavam reunidos poetas como Jóis Alberto e Novenil. Já, em 1986, publicou o romance-minuto Temporada de ingênios; nos anos 2000, os ensaios Geração alternativa ou um alô para Helô (2005), A canção e o absurdo revisitados (2007) e Revendo Itajubá (2007); e, em 2010, o livro de poesia O veneno do silêncio. Formado em Letras pela UFRN, Mestre em Teorias e crítica da literatura e da cultura pela UFBA  e Doutor em Literatura Comparada pela UFRN, é professor do IFRN desde 1994.

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Lídia V. Santos elogia alunos em participação no Encontro com Escritores: o evento aconteceu no dia 18 de outubro e a escritora agradeceu aos participantes pela atenção


O PET – Literatura no Rio grande do Norte, conveniado ao Curso de Letras, realizou mais uma edição do Encontro com Escritores com a escritora e professora Lídia V. Santos. O bate papo aconteceu no Auditório D2 da Unidade Floriano Peixoto, no dia 18 de outubro.

O evento contou com alunos de várias séries dos cursos da Escola da Educação. A escritora expressou sua satisfação e fez elogios aos alunos que participam do encontro para falar do seu mais recente livro. “Tive uma das mais belas experiências de falar sobre o meu livro “Diários da Patinete. Sem um Pé em Nova Iorque. O evento foi promovido pela professora Conceição Flores, a quem muito agradeço. Tive um auditório repleto e super interessado. Além de me escutarem com total atenção. Perguntas interessantes e inteligentes da parte deles ao final”, comenta a autora em sua página em rede social.

Lídia V. Santos, além de escritora, foi professora de literatura hispano-americana da Universidade Federal Fluminense /UFF até 1995, e nos Estados Unidos, ensinou também a literatura brasileira no Centro de pós-gradução da Universidade da Cidade de New York (Graduate Center/CUNY).


Lídia se destaca ainda pelas premiações importantes que recebeu, como o Prêmio Guimarães Rosa, atribuído aos escritores e escritoras de língua portuguesa pela Radio France Internationale.